Y – Shiwa Lha – Centro de Estudos do Budismo Tibetano

Glossário: Y

Yojana

Tibetano / Sânscrito:
Yojana

Medida de distância: 4000 braças (1 milha terrestre) 1 légua, aproximadamente 8 km.
Medida indiana de distância igual a 16 mil côvados, ou cerca de 7,4 km.

Yum

Tibetano / Sânscrito:
.

Consorte, mãe, energia feminina, princípio feminino shakti, consorte-mãe, cônjuge, esposa, deidade, ioguine, consorte feminina de uma deidade tântrica masculina (o pai, yab), como em Yum Dorje Nyem-ma Karmo, a consorte de Heruka Vajrasattva.

Yab-yum

Tibetano / Sânscrito:
yab-yum

No budismo tibetano ou budismo vajrayana, simboliza a união sexual homem x mulher – normalmente a união de uma deidade ou de um bodhisattva com a sua consorte – que representa a completude do universo. A figura masculina representa ação, em geral a compaixão, neste mundo finito; a figura feminina representa a sabedoria, a união do infinito. A figura masculina é vista como passiva e a feminina como ativa.

Yama

Tibetano / Sânscrito:
Yama

Nome do Senhor da Morte (sem controle).

Yamantaka

Tibetano / Sânscrito:
Dorge Jig-je

Deidade de meditação masculina do tantra paterno da categoria do ioga tantra superior.

Yana

Tibetano / Sânscrito:
.

Literalmente, veículo, um caminho espiritual que nos leva de onde estamos até onde queremos chegar. Veja também Hinayana, Mahayana, entre outros.

Yidam

Tibetano / Sânscrito:
yi dam, istadeva

Literalmente, preso à mente. A sua própria deidade pessoal, principal (ou, como Lama Yeshe costumava dizer: ‘favorita’) para a prática tântrica. A deidade com a qual o praticante tem a conexão mais forte.

Buscar Termo:

A lista de resultados de sua busca traz a palavra-chave e todas as descrições em que esta aparece.


Listar por Letra