Oração do Lam Rim – Shiwa Lha – Centro de Estudos do Budismo Tibetano

Oração do Lam Rim

Que eu e todos os seres sencientes desenvolvamos a habilidade de ver o Guru como um Buda verdadeiro e sempre só agradar o Amigo Virtuoso (que é a raiz de todas as coisas boas) a partir de agora até a iluminação.

Que eu e todos os seres sencientes possamos receber um perfeito corpo humano, qualificado com as 10 oportunidades e as 8 liberdades, conscientizando-nos como ele é significativo e difícil de se conseguir novamente.

Que eu e todos os seres sencientes possamos compreender que a morte é certa, a hora da morte é incerta. Até o corpo se separa da consciência, que continua, e dependendo do tipo de karma – virtuoso ou não-virtuoso– criado anteriormente, renascemos como um ser migrante feliz (resultado da virtude), ou nos reinos inferiores de sofrimento (resultado do karma não-virtuoso). No momento da morte nada ajudará a não ser o Dharma! Posses, amigos, riqueza e reputação não trazem qualquer benefício na hora da morte, até mesmo o corpo não beneficia. A única coisa que traz benefícios é o Dharma! Por isso, por favor, nos abençoe para que pratiquemos o puro Santo Dharma – os ensinamentos de Buda.

Por favor, abençoe-nos para que sintamos como são insuportáveis os sofrimentos de calor e frio dos seres nos “naraks”, os sofrimentos de fome e sede dos fantasmas famintos, os sofrimentos de ignorância e insensatez dos animais e o medo de serem devorados vivos pelos outros.
Por favor, abençoe-nos para que sejamos capazes de confiar plenamente e sem medo nas Três Jóias, que têm o poder de guiar e proteger. Por favor, abençoe-nos para que sejamos capazes de abandonar até mesmo o menor karma negativo e só praticar a virtude, já que felicidade e sofrimento dependem do karma.

Por favor, abençoe-nos para que vejamos todo o samsara como um fogo intenso e que alcancemos a mente da renúncia. Os agregados contaminados causados por karma e enganos são da natureza do sofrimento, por isso vivenciamos sempre e incessantemente os três tipos de sofrimentos. Não importa o quanto sigamos os desejos, que é a porta de todos os problemas, não encontraremos satisfação. Não existe no samsara nada em que se possa confiar.

Possa eu ser capaz de completar os três treinamentos superiores. Por favor, abençoe-me para que eu seja capaz de gerar, neste exato instante, a bodhicitta espontânea e não-induzida para poder realizar o trabalho por todos os seres sencientes – libertando-os de todos os sofrimentos e obscurecimentos e causando-lhes toda felicidade.

Possa eu, ao realizar a bodhicitta, fazer isto sozinho, vendo todos os seres sencientes como iguais em causar danos e benefícios, e que todos já foram minhas mães extremamente bondosas inúmeras vezes, e vendo a necessidade de retribuir-lhes a bondade e gerar compaixão e amor. Possa eu, sozinho, fazer com que todos os seres sejam felizes, e possa eu, sozinho, libertá-los do sofrimento.

Colofão: Mediante solicitação de uma aluna de Lama Zopa Rinpoche, esta oração foi enviada pelo Ven Roger Kunsang em 1993.